A febre é aquele sintoma que deixa o coração dos pais apertadinhos, em boa verdade crianças saudáveis é meio caminho para pais felizes.

 

Para além de farmacêutica sou mãe, e tenho a certeza que concordam comigo que se fosse possível ficávamos doentes por eles, mas a vida é mesmo assim e cada batalha que os nossos filhos ganham contra as bactérias e os vírus os faz ficar mais fortes e resistentes!

 

Clinicamente, considera-se febre se estivermos perante uma temperatura retal igual ou superior a 38ºC, no entanto se a medição for axilar o valor desce para 37,6 ºC e se a medição for timpânica (no interior do ouvido) é considerado febre se estiver igual ou superior a 37,8 ºC.

 

Existe tendência para se administrar medicação quando se atingem estas temperaturas, mas a verdade é que a administração da medicação depende mais de como a criança ou o bebé se encontram de uma forma geral do que com a temperatura. Ou seja, deve ser administrada medicação a partir do momento em que a criança está desconfortável e que o aumento da temperatura a esteja a impedir de fazer as suas atividades normais, se estiver mais prostrada, indisposta.

 

É muito importante, no caso de existir necessidade de consultar um profissional de saúde, informar se deu medicação à criança, porque a verdade é que se estivermos sempre a administrar medicação em intervalos curtos e regulares podemos estar a mascarar a febre e o quadro de diagnóstico da doença fica mais difícil, por isso dando essa informação ao profissional de saúde ele consegue avaliar melhor a situação e fazer um diagnóstico mais correto.

 

Para baixar a temperatura corporal e diminuir o desconforto associado à febre o medicamento de eleição é o paracetamol, exceto se existir contraindicação para tal. 

Pode ser administrado sob a forma de supositório, ou xarope, ambos têm vantagens de desvantagens.  O supositório tem a vantagem de ter uma rápida absorção e por isso um início de ação mais rápido, é a via ideal quando para além da febre está presente também o vómito. O xarope tem a vantagem de se conseguir dosear melhor, uma vez que a quantidade a ser administrada está diretamente relacionada com o peso do bebé/criança.

 

Tal como com qualquer medicamento é muito importante respeitar a posologia descrita no folheto informativo que acompanha a embalagem do medicamento. O intervalo de administração entre doses não deve ser inferior a 6 horas, se houver necessidade de administrar mais medicação para diminuir a temperatura corporal e ou o desconforto deve intercalar-se o paracetamol com o ibuprofeno, a não ser que existe contraindicação para tal. E uma das situações em que não deve ser utilizado o ibuprofeno é, por exemplo, em bebés com idade inferior a 6 meses de idade.

 

Uma situação também a ressaltar é que um bebé com idade inferior a 3 meses que se apresente com febre deve sempre ser observado pelo médico, a não ser que esteja associado a um episódio de vacinação e aí também já existiu uma indicação de um profissional de saúde.

 

Para além dos medicamentos existem outros cuidados, chamados de não farmacológicos, que vão ajudar a criança/bebé com febre a ficar mais confortável.  Como oferecer água ou leite (no caso do lactente) para manter os níveis de hidratação.  Adequar a roupa à sensação de calor ou de frio, a nossa tendência quando há febre é despir tudo, mas lembrem-se que as vezes como o corpo está tão quente em relação à temperatura ambiente eles podem ter frio e é desconfortável. Respeitar sempre a falta de apetite, é normal perder-se algum apetite quando se tem febre, pense em si quando está doente o seu apetite também diminui não é?! 

E algo que não se deve fazer é recorrer ao banho ou compressas embebidas em água  para se fazer o arrefecimento corporal e assim baixar a febre porque é muito desconfortável para a criança ou bebé este arrefecimento forçado da temperatura.

 

Para as mamãs e papás muitas doses de paciência que logo, logo tudo melhora  😉

 

Telma Mota – Mãe, farmacêutica e autora da página “Descomplicar a Saúde”

Categorias: A conviteMaternidade

0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado.