Já há muito que estou para escrever este artigo: o relatório do desafio que me fiz e vos sugeri.

Este desafio teve dois possíveis obstáculos ou agravantes, como queiram chamar:

– foi realizado em período de férias

– moramos num apartamento

Mas vão perceber que não foi de todo impedimento para o seu sucesso. 🙂

DIA 1:

Segunda-feira começa a semana e o desafio!

A minha mãe tinha comentado que ia sair na 2ª feira de manhã. E o que pensei? Colar-me! 🙂 E assim foi.

Estando fora de casa, estaria longe das tentações e sempre faríamos algo diferente. Com esta saída, ocupámos a manhã.

Já em casa, brincámos com um balão. Algo tão simples, mas que tanto nos entreteu. A brincadeira durou, durou…e durou! Todos se divertiram! Desde a mãe ao baby.  E acreditem…cansa! 🙂

Precisei de fazer qualquer coisa que me impedia de continuar a acompanhar a brincadeira, então o entretenimento passou a serem jogos “perdidos”.

Jogos de encaixe que estavam arrumados, fora dos brinquedos diários. Já nem são bem para a idade dele, mas ele gostou.

Mais um bocadinho para brincar com o ” piolho” mais velho e o que fomos fazer?

Jogar ao dominó! De forma tradicional e com algumas variantes.

Entretanto era final do dia: jantar, banhos, dormir e passou o 1° dia. 🙂

DIA 2

Depois de tudo vestido e de barriga cheia, saímos. Fomos ao meu local de trabalho.

No regresso, parámos perto de casa para ir ao café e brincar no parque, É sempre bom ter parque infantil por perto!

O filhote mais velho brincou no escorrega, nos animais baloiçantes e jogámos à macaca.

Já em casa, estivemos a desenhar com giz. Saiu um jardim zoológico! (Ou algo próximo)

Depois de almoço saímos novamente: fomos às compras.

O pimpolho mais velho vai todo contente empurrando o carrinho das compras e o baby vai onde melhor vai quando se trata de ir às compras: na MOCHILA ISARA, juntinho à mãe. Compras feitas!

No caminho de regresso a casa, lembrei-me que estava combinado o mais velho dormir na casa da avó. Liguei-lhe. Como a casa da avó fica no trajecto entre compras e casa e já era final de tarde, ficou entregue para uma noite fora de casa.

P.S.: Pedi para não haver jogos no telemóvel ou tablet.

DIA 3

Como disse anteriormente, ficou na casa da avó.

Não houve jogos nem vídeos, apenas televisão. Este ecrã sabia que era inevitável, pois como na maioria das casas (julgo eu) a televisão ligada é uma constante.

Felizmente, também jogou muito à bola!

Já só voltou a casa depois de almoço. Aproveitámos para brincar aos cozinhados e chás no seu fogão personalizado. Fui eu que fiz!! 🙂

 Caixote de cartão + marcador preto e x-ato = fogão

Ainda deu tempo para mostrar uma compra que tinha feito há imenso tempo, mas que tinha ficado guardada: tendas com túnel.

Não tenho os brinquedos todos “a uso” e mesmo assim estão tantos na zona de brincar. Assim mantém-se o entusiasmo e sempre são menos na hora de arrumar. 🙂

Entretanto jantar e aprontar para dormir.

Mais um dia passado e acrescentamos um dia extra ao desafio.

 

DIA EXTRA (4°Dia)

O dia extra acabou por ser o mais repleto de atividades. 🙂

Pequeno-almoço tomado, dentes lavados… fomos arrumar o quarto do pimpolho de forma a termos espaço à vontade para continuar a brincadeira com as tendas e túnel.

Todos nos divertimos! Desde a mãe ao baby..

A mãe (eu) devia achar-se mais pequena, pois quis passar no túnel. Como devem imaginar foi uma risota pegada! 🙂

As tarefas domésticas não se fazem sozinhas então passámos para outra divisão da casa.

A brincadeira passou a ser a bola do mano. Ora a mandar contra a parede ora a mandar para o irmão e passou-se mais um bocado.

Como há tarefas domésticas para todos, pedi ao meu filho para tirar a roupa da máquina enquanto mudava a fralda ao mano e de seguida fomos estender a roupa. Duas mãos extra são sempre bem-vindas.

Terminado o almoço, a criança foi brincar com carrinhos e a mãe para arrumarr qualquer coisa.

Já perto do lanche, tive uma ideia: lanchar na rua! Claro que foi aprovada! 🙂

Pacotinho de leite e comida numa bolsa, mais velho leva bicicleta, mais novo vai no carrinho e lá fomos nós… até um espaço próximo verde e calmo.

Espaço ao ar livre que dá para caminhadas, passeios de bicicleta, piqueniques,.. perto de casa. Que maravilha! Somos uns sortudos!

Depois do lanche, voltámos a casa para deixar a bicicleta e a bolsa e fomos a pé até ao parque. Diversão e cansaço garantidos!

Ao final da tarde já em casa, lembrei-me que tínhamos trazido pinhas com pinhões das férias. Toca a tirar pinhões e comer! Nham…nham!

Enquanto o jantar cozinhava, tínhamos como tantas outras vezes, o rádio ligado… Foi a hora da dança! Tudo dançou e riu!

Que bom que são estes momentos! 😍

Com um dia tão intenso antes das 9h já a criançada dormia.

CONCLUSÃO DO DESAFIO:

Foram tão bons estes dias sem ecrãs!

Claro que implicaram mais a minha presença REAL.

Digo real porque estar com os filhos não é só estar de corpo presente.

Agora todas as semanas tento que haja pelo menos 1 dia sem ecrãs.

Desafiem-se também!

Mesmo que achem muito complicado 3 dias, façam 1 dia sem ecrãs apenas.

Ficarei agradecida se me derem feedback.

Tenham um bom dia!

Eliane Félix

 

 

 

 

 

Categorias: Infância

2 comentários

Nelly · Janeiro 6, 2018 às 10:53 pm

Acho uma fantástica ideia estes posts… 😍 Uma teoria que sabemos mas muitas vezes nos esquecemos de meter em prática… Só é pena no inverno não haver tantas opções 😏 a aguardar mais informação útil 💋 parabéns!

    admin · Janeiro 8, 2018 às 10:34 pm

    Realmente no Inverno as opções exteriores são mais limitadas.
    Isso faz com que puxemos mais pela cabeça, dando um toque de imaginação e criatividade.
    Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.