Esta semana (1 a 7 de Agosto de 2019) celebra-se a Semana Mundial de Aleitamento Materno!!

Como tal, decidi dedicar toda a semana à amamentação na minha página de Facebook com o nome deste blog – Crianças Felizes Adultos Melhores, partilhando informações, publicações interessantes de outros blogs, lançando perguntas…e para terminar quero deixar 4 testemunhos de mulheres que conheço e que considero inspiradores.

Mãe CidáliaExemplo de quem sabe aproveitar o melhor que tem

Foi mãe aos 37 anos e a maturidade trouxe-lhe sabedoria, confiança e tranquilidade, que outrora não tinha.

Foi uma felizarda, pois não teve qualquer obstáculo à amamentação.

Desta forma, aproveitou bem e amamentou a sua filha até aos 4 anos e meio.

 

Mãe Vanessa – Testemunho de quem tem ultrapassado vários obstáculos

“O nosso caminho da amamentação não tem sido facilitado. Ao princípio tivemos bicos gretados ( em sangue), dois ingurgitamentos mamários, uma mastite, uma subida de leite horrível, um bebé que chegava a mamar 45 minutos e passados 15 minutos já estava novamente a pedir, várias vezes teve “sapinhos”,…
No dia em que fizemos 11 meses tivemos novamente uma mastite, e nem assim pensámos em desistir, pois o momento da amamentação é o nosso momento, não foi fácil ao princípio mas felizmente que não desistimos. 
O meu conselho é: acreditem, todas somos capazes!💪🤱

Mãe Lúcia – Exemplo de que não tem que ser igual com todos os filhos

1º filho: “Na maternidade foi difícil tanto no parto como no apego da mama. Foi com muita insistência e paciência que ele pegou na mama. Tanto que houve uma altura que teve de beber leite artificial. Depois ainda fiquei com o mamilo direito todo ferido. Bebeu leite materno exclusivo só até aos 4 meses. Só mamou até aos 9 meses foi ele que rejeitou a mama, com muita pena minha.”

2º filho: “Na maternidade correu bem, nunca dei leite artificial. Os meus mamilos nunca gretaram porque durante a gravidez usei um creme para os mamilos e ajudou muito ( Purelan 100, Medela). Ela teve leite materno exclusivo até aos 6 meses. Ela já tem 2 anos e 6 meses e ainda mama.”

“São duas experiências totalmente diferentes.”

 

Mãe DanielaTestemunho de quem deu a volta

” Assim que a bebé nasceu foi-me colocada à mama. Estávamos ambas deitadas na cama e lembro-me dela chorar como se não conseguisse..

Para a acalmarem, deram-lhe uma seringa de leite adaptado. Não me importei. Acho que ainda estava meio azambuada.

Passou este dia, sempre tentando dar peito, acreditando que ela se estaria a alimentar. Inexperiente, louca por pedir ajuda e mesmo com alguma bagagem de informação, não estava a ser fácil.

À medida que iam passando os médicos, os pediatras, a pega ia-se aperfeiçoando, a minha mão segurava o peito de uma forma mais delicada e até mesmo o jeito de lhe pegar ao colo (uma coisa tão pequena!) ia-se modificando.

Até que demonstrei algum cansaço, talvez pensassem que estaria a desistir. Importante de referir que os meus seios não fazem bico. O que implica algum conhecimento de causa para perceber a mecânica da coisa… E nisto oferecem-me bicos de silicone. Ora, eu, mãe de 1ª viagem, por acaso nunca tinha ouvido dizer que estes “amigos” poderiam comprometer a amamentação e lá me deixei ir nesta, pensando que seria o melhor para a minha bebé. Conheço mães que amamentaram meses com bicos de silicone, porque não?!
Dia D: saímos da maternidade. E no meio daquele ir para casa e receber algumas visitas, nem me apercebi do que estaria para vir… Os bicos de silicone estavam a magoar a bebé a cada mamada. Já tinha os cantos da boca queimados de tanta força que estaria a fazer para sugar no peito. Chorava a cada puxada porque tinha fome mas lhe doía a estimular. Foi aí que tive o primeiro clique de mãe.. “A minha filha não está a comer e eu não estou a ter o peito estimulado, vou ficar sem leite”.
 Isto era meia noite, toca de mandar o homem à Farmácia buscar uma lata de leite e uma bomba de extração. Eu só queria um leite qualquer que lhe matasse a fome, por mais que sempre tivesse dito que ia amamentar 6 meses em exclusivo e que era totalmente contra leites adaptados.. mas enfim, as coisas mudam conforme as necessidades.
Ora, meia noite, Farmácia fechada, a bomba veio mas a lata não pôde ser vendida (pergunto-me porquê) tentei extrair leite e não saía nada.
No desespero, enviei mensagens para mães que tinham sido minhas colegas no curso de preparação para o parto e já tinham tido os seus bebés. Uma delas praticamente vizinha, que milagrosamente àquela hora me respondeu e me cedeu um restinho de lata Miltina HA com o qual a bebé se deu bem !
Primeiro mês, tentámos arranjar um leitinho com o qual ela se desse bem NAN1 HA.. os cocós saíam com fluência, estava tudo muito bem, menos a amamentação.
Mãe e cunhadas insistiam que a tinha de colocar ao peito e eu sabia mais que elas que tinha de o fazer, sim. Antes de lhe dar biberão, vinha ao peito, puxava para estimular qualquer coisinha. Comprei um seringa e quando a colocava na mama, uma das cunhadas mandava jactos de LA para que ela percebesse que era dali que vinha o leitinho. Chegava a ter 3 pessoas a ajudar fisicamente neste momento constrangedor cheio de amor !
Passando um pouco à frente, numa das consultas de rotina, lá pedi ajuda com suplementos e comecei a tomar o PROMIL saquetas ao almoço e jantar + Matervita Lactância, estimulava MUITO com a bomba e cada 20ml era uma vitória que eu não dispensava oferecer à minha pequena. aumentava cada vez mais a quantidade de leite materno até que largámos a bomba e começamos a andar só com o peito atrás e lá foi assim que ao 2º e 3º mês amamentámos em exclusivo !
4ª mês iniciámos a sopa e a partir daí era menos uma refeição de LM. O que importa é que hoje, a uma semana de fazer 12 meses, ela ainda mama durante a noite e de tarde quando nos apetece. Não foi fácil, mas acima de ter informação, importa querer muito!”
Obrigada a todas pelos vossos testemunhos! Agradeço de coração!

Tenham um bom dia!

Eliane Félix

www.criancasfelizesadultosmelhores.com

 

Categorias: Infância

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.