Desde há muito que o Programa Baby Signs® é usado cá em casa, quase desde o nascimento do piolhito.

Os primeiros meses funcionam como habituação, tanto para o bebé como para o adulto. Fazemos os gestos, assim como conversamos com eles, sem esperar resposta.

Mas por mais que se saiba que não há data específica para ver os resultados estamos sempre à espera deles.Cabe-nos estar atentos!

Por aqui os gestos foram aparecendo pé ante pé, sem eu ter certeza se podia considerar gesto ou não, se era mesmo o meu filho a usar o Programa Baby Signs® ou se era a minha vontade a falar mais alto.

A nível de compreensão não houve dúvidas! O primeiro gesto que ele demonstrou entender foi leitinho.

Com 6 meses já sabia muito bem o que eu lhe estava a oferecer, pois bastava fazer o gesto para ele se deitar de forma a puder ser amamentado. 🙂

Por volta dos 8 meses sensivelmente, ele bateu na cabeça olhando para o pai. A primeira vez, não estava muito crente embora esperançosa, pois podia ser pura coincidência. Mas no dia seguinte, numa situação muito semelhante, ele fez aquele movimento novamente.

Uau! É mesmo! O seu primeiro gesto: pai.

Mas não repetiu mais… 😔

É mais normal isso acontecer do que possamos pensar. O que se tem que fazer? Continuar a fazer o gesto até voltar a fazer e entrar na sua rotina própria.

Por volta dos 9 meses, depois do banho quando eu dizia algo como “Já acabou o banho!” apareceu o segundo gesto: banho.

Fez umas duas ou três vezes e também não voltou a fazer.

No início deste mês, Dezembro, comecei a ensinar-lhe cão , pois já tinha começado a apontar e o Pluto que tem no quarto era apontado várias vezes.

Que atenção a dele cada vez que apontava para imagem do cão que tem no quarto e fazia o gesto! Passadas duas semanas, sensivelmente, saiu a sua segunda palavra: cão, mais propriamente “cã”.

A primeira palavra foi mãe ou “ma ma ma”, que já se tinha ouvido ocasionalmente quando precisava de ajuda, mas que começou a ser mais constante pouco tempo antes de cão.

E agora? Não faz o gesto, mas já diz a palavra…. Melhor ainda! Pois a intenção é chegar à palavra. Por isso, o gesto deixou de ser útil.

Os gestos: mãe e cão deixaram de ser precisos.

Mas a criança achou tanta piada a ser compreendido quando dizia “cã”, que passou a dizer para imensas coisas.

Como distinguir? Voltar a fazer o gesto de cão. E uma semana depois, se tanto, ele fez o gesto de cão . Melhor, tem continuado a fazer.😀

Aproveitando a época natalícia, outro gesto que lhe ensinei este mês foi: luz.

Ontem vi um abrir e fechar naquela mãozinha que me parecia querer dizer luz. Hoje fê-lo umas duas vezes, até o irmão me chamou porque viu o mano fazer o gesto de luz.

Uau! Está a crescer o número de gestos e desta vez com continuidade!

Ao final do dia, quando o pai chegou, ele “disse-lhe” que as luzes de Natal estavam acesas. Foi lindo! Fez o gesto e depois olhou para a árvore de Natal para que o pai visse.

Que bom! Maravilhoso Programa Baby Signs®! Tenho a sensação que ainda me vais dar muitos momentos semelhantes para contar…

Saiba mais sobre o Programa Baby Signs:

Programa Baby Signs® – o que é?

Tenham um bom dia!

Eliane Félix

 


1 comentário

Ines · Março 2, 2018 às 4:36 pm

Aqui em casa o baby signs é muito usado. Adorooo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.